segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Menino ou menina–Rosa ou azul?


Sempre achei um absurdo, separar brinquedos para criança conforme o seu sexo.
E cores também.
Todas as crianças devem brincar e aprender um pouco de tudo do mundo em que ela vive.
Boneca, carro, skate, bicicleta, casinha, pintura, jogos, fantasia …….
Quando um homem se torna pai, deve saber como criar o filho(a).
  Então deve aprender a vestir, cuidar, dar banho, dar comidinha, trocar roupa, fraldas, contar estórias …… então pode e deve  brincar de boneca quando criança.
Pode usar fantasia para uma festa, aprender uma make para representar uma peça de teatro, ser um chef de cozinha …..
Quando uma menina cresce , pode e deve saber dirigir um carro, consertar um objeto em casa, aprender uma profissão (a que ela escolher), trabalhar fora de casa , criar filhos (caso queira tê-los).
No mundo de hoje não deve existir separação, seja de crianças ou  adultos de ambos os sexos.
Todos (pais e mães) devem ensinar aos filhos(as), desde pequenos a respeitar o semelhante, seja menino ou menina, ensinar a não violência, seja ela até um simples puxar os cabelos ou um tapinha.
Chega de machismo e feminismo.  Convivência pacífica e ajuda mútua é importante demais!
Lutarem juntos pelos ideais inerentes ao ser humano, não necessariamente terem a mesma opinião, mas lutarem pelos valores importantes à educação geral.
E o que acho mais importante: aprenderem a convivência na paz.  Já chega de desavenças, violências, brigas, guerras ……….
Difícil? Sim. Mas não impossível ter um mundo melhor para todos.
As crianças são o futuro. É importante demais que elas cresçam educadas, seguras, felizes, competentes e com escolha própria.
Leia aqui uma reportagem interessante.

Gostaria que você deixasse sua opinião nos comentários. Este assunto precisa ser bastante debatido.
Obrigada pela visita, volte sempre.

CORES
Foto: Google









6 comentários:

  1. Olá, querida Jô!
    A cor é o de menos como você bem ressaltou, o pior é quando perdemos os verdadeiros valores...
    Isto tem acontecido muito e ultrapassa o gênero, certamente!
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Olá Jô, também acho que não existe "isso é coisa de manino ou isso é coisa de menina"... O mundo anda muito machista e acho que a mudança deve começar pelas próprias mulheres, já que a maioria da população é formada por Elas, então como ainda explicar tanto machismo? Nós precisamos é de mais amor pelo próximo e menos rótulos. Um xeru!

    Sandra
    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto e concordo com ele em todos os pontos. Cansado também dessa divisão de gêneros, sempre vi como besteira isso de menino brinca de carrinho e menina de casinha, a infância é importante para se passar os valores e ensinamentos para um futuro próximo e é através das brincadeira que aprendemos muitos deles, eu sempre brinquei de casinha, graças a Deus minha mãe nunca me impediu disso, hoje foi bem responsável com os assuntos de casa, me tornei um homem capaz de compreender o valor de uma casa, pode ser tolice acreditar que uma brincadeira poderia fazer isso, mas é o inicio, a forma como fui ensinado e sou grato por ter aprendido. Abraços.

    BLOG - TUDO ATRASADO

    ResponderExcluir
  4. Isso mesmo, eu estou na difícil missão de criar um menino com valores igualitários. Então ele brinca de boneca, de casinha e de carrinho também. Eles aprendem muito através dos nossos exemplos e é preciso muita vigilância com nossas proprias atitudes para construir adultos responsaveis e bondosos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Jo, fiquei feliz quando te vi la no blog !
    Verdade Jo, as cores nem tem tanta importância assim. Na formação dos pequenos o que vale é o respeito aos valores concebidos.
    Na minha infância alguem reparou que minha mae me vestia masculinamente. Logo ela começou a colocar lindos vestidos rodados. Hoje, mesmo madura, eu adoro ver as roupas masculinas. São mais bonitas, o preço é melhor , Acho que tem uma certa proteção de quem as cria. No setor feminino tudo é mais caro, meio fútil, totalmente diferente do masculino. Isso me fez ser um homem. Não, ne . Vc me conhece . Sou extremamente feminina.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela abordagem de um assunto tão presente.
    É hora de atualização. Mães e pais, reciclem-se.
    Kler.

    ResponderExcluir

Oi, que bom que você veio deixar umas palavrinhas sobre esta postagem.
Adoro interagir. Muito obrigada. Volte sempre, tá?